Curso Gratuito de Automação de Testes Para Iniciantes

Disponível no
Youtube

 

Minhas experiências com certificações em teste de software

certificacoes

Minhas experiências com certificações em teste de software

Olá pessoal!

Nesse post quero compartilhar com vocês um resumo rápido das certificações BSTQB que obtive até então.
Como material, eu usei o Syllabus, Glossário e alguns questionários referentes a cada certificação que encontrei em pesquisas na internet.

certificacoes-estrutura

CTFL:
O CTFL (Certified Tester Foundation Level) é a base das certificações BSTQB, sendo relevante nas práticas de entrega de software, incluindo Waterfall, Agile, DevOps e Entrega Contínua.

Para quem está iniciando na área de testes de software e que possui pouco ou nenhum conhecimento sobre testes, essa certificação é indicada para que o profissional conheça quais são os tipos de testes, os níveis de testes que podem ser aplicados. Terá noção também sobre o que são testes estáticos, gerenciamento de testes.
Conhecerá também sobre definições sobre o que é Bug, Incidente, etc.

CTFL-AT:
O CTFL-AT é a sigla para Certified Tester Foundation Level – Agile Tester. Trata-se de uma abordagem relativamente nova para teste de software que segue os princípios do desenvolvimento ágil de software, conforme descrito no Manifesto Ágil.

Essa certificação é indicada para testadores que estão envolvidos em times de desenvolvimento ágeis.
O testador irá aprender sobre os princípios e práticas adotadas em um time ágil, qual é o melhor momento de iniciar os testes, quais técnicas e ferramentas de teste aplicar.

CTAL-TA:
Como a própria sigla diz, esta certificação faz parte do nível avançado da BSTQB.
Essa certificação traz bastante teoria sobre o processo de teste em si: planejamento, monitoramento, controle, análise, modelagem, implementação, execução, avaliação dos critérios de saída e divulgação, e atividades e/ou relatórios de encerramento de testes.
Também traz o conhecimento sobre como gerir os testes, e quais as responsabilidades do QA no processo, fala muito também sobre checklists que podem ser apresentados em revisões (como está o andamento dos testes).
Aqui também conhecemos um pouco sobre as ferramentas de automação de testes.

CTAL-TAE:
CTAL-TAE é a sigla para Certified Tester Advanced Level – Test Automation Engineer. Trata-se da certificação destinada às pessoas que já alcançaram um ponto avançado em suas carreiras em teste de software e desejam desenvolver seus conhecimentos em teste de automação.
Essa certificação foca no processo de automação de testes: desde os objetivos, auxilia o testador a conhecer os fatores para entender o porquê de automatizar os testes, entender a arquitetura de automação de testes, selecionar a melhor abordagem e ferramentas necessárias para que a automação flua de forma positiva, definir métricas e gerar relatórios de evidências de automação de testes. O profissional saberá por onde começar em uma transição de teste manual para automatizado.

Para conhecer mais: BSTQB
É isso! Até mais 🙂