Curso Gratuito de Automação de Testes Para Iniciantes

Disponível no
Youtube

 

Mas por que disso, Scrum?

scrum

Mas por que disso, Scrum?

Sim, o título está em forma de questionamento ao Scrum! E você certamente já deve ter ouvido falar no que se deve fazer em um Time Scrum, mas sabe por que se faz de tal forma?

Image for post

Relembrando o conceito

 

Para deixar fresco na memória o core da coisa, cito um trecho da definição feita pelo seu criador Jeff Sutherland no livro Scrum — A arte de fazer o dobro do trabalho na metade do tempo:

[…] chamei de “Scrum” essa estrutura de desempenho de equipe. O termo vem do jogo de rúgbi e se refere à maneira como um time trabalha junto para avançar com a bola no campo. Alinhamento cuidadoso, unidade de propósito, clareza de objetivo, tudo se unindo. Trata-se de uma metáfora perfeita para o que uma equipe deseja fazer.

Neste artigo veremos o por quê da aplicação de alguns conceitos do Scrum, com base no que Sutherland detalha no livro — que aliás, super recomendo a leitura! E vamos nos ater apenas nos por quês dos quês.

 

Menos é mais

 

O Scrum prega que a dinâmica de equipe apenas funciona em grupos pequenos de até 7 pessoas, com variação de duas para mais ou para menos. Acima disso, a velocidade da produtividade começa a cair.

Isso ocorre, porque quando você incrementa o time com um novo integrante, há dois fatores relevantes:

 

1) O tempo para acelerar o trabalho do novo integrante faz com que todos os outros integrantes fiquem mais lentos.

 

2) O número de canais de comunicação também aumenta drasticamente, e nosso cérebro simplesmente não consegue lidar com tanta informação. Não sabemos o que cada pessoa está fazendo e ficamos mais lentos tentando descobrir.

 

Acrescentar mão-de-obra a um projeto de software atrasado faz com ele se atrase ainda mais. É o mesmo que colocar nove mulheres grávidas para gerar um filho mais rápido em um mês.

 

Fibonacci na Planning Poker

 

Durante a Planning Meeting, a equipe estima um valor de tempo para concluir determinado escopo durante a Sprint. É comum utilizar a técnica do Planning Poker, na qual as cartas apresentam a sequência de Fibonacci.

 

Image for post

 

Esta sequência é utilizada porque as proporções são atraentes aos seres humanos de uma forma intuitiva. Ela está em todos os lugares. A sequência é como a natureza se desenvolve e é sempre a mesma, esteja você olhando para os pontos da casca do abacaxi, as folhas de uma samambaia ou para a forma de uma concha.

 

Os números na sequência de Fibonacci se distanciam de forma suficiente para que possamos sentir facilmente a diferença. Há uma diferença marcante entre algo estimado como 5 e algo estimado como 8, mais do que uma estimativa entre 5 e 6.

 

Tarefas diárias

 

As Daily Meetings ajudam todos do time a saberem exatamente em que ponto da Sprint estão. A ideia é obter a maior quantidade possível de informações valiosas e úteis no menor intervalo de tempo possível (no caso, dentro dos 15 minutos estabelecidos).

 

Este curto período de tempo é aplicado para que os participantes elenquem um determinado número de tarefas a serem executadas naquele dia, fazendo com que cada integrante não abrace toda a Sprint e acabe por exceder as horas de trabalho. Se isso acontecer, há algo errado.

 

Exceto quando ocorrem imprevistos, gerar horas extras não é bom, pois resulta em menos produtividade.

 

Mas não é por isso que seremos maus profissionais de jogar tudo pro alto assim que o relógio virar a hora, certo? Nem mesmo cruzar os braços caso o dia renda além do esperado e você termine sua lista de tarefas antes do final do expediente.

 

Image for post

 

Cumpra de forma responsável seu horário de serviço. Quando digo de forma responsável, me refiro a fazer valer a pena seu momento de serviço no local onde você desempenha suas tarefas.

 

Não estou falando para deixar de tomar seu café nem deixar de lado os momentos de descontração, mas não se prolongue com isso. O ser humano é péssimo em manter o foco e necessita de pausas, mas se tiver um planejamento (se precisar utilize um gerenciador de tempo) as coisas fluem bem. E caso sobre tempo, ótimo! Ajude seu amigo com uma tarefa. Você estará ajudando seu time a chegar mais próximo do objetivo. Feito isso, você DEVE ir para casa.

 

Trabalhar até tarde não significa comprometimento: é um sinal de fracasso.

 

Não parece fazer nenhum sentido a afirmação de que você produzirá mais se trabalhar menos tempo. O fato é que, quando trabalha horas demais, você começa a cometer erros. Trabalhar sem exceder o tempo estipulado ajuda a fazer as coisas com uma qualidade melhor. As escolhas que fazemos durante a execução das tarefas demandam certo custo de energia. Portanto, pode-se afirmar que o número de decisões sensatas que você pode tomar ao longo de um dia é limitado. Excedendo isso, você começa a tomar decisões ruins, que podem se tornar erros graves.

 

Lembre-se: ao exceder o tempo de trabalho do dia não teremos nada além de insatisfação, desgaste e horas de trabalho jogadas fora para entregar um serviço que não ficará nem 50% bom.

 

Vamos por partes, e sem interrupções!

 

Ainda no gancho do tópico anterior, fazendo menção à Teoria do Pato (ele nada, anda e voa, mas não faz nada direito), ser multitarefa é algo que não funciona bem no Scrum.

 

Image for post

 

Embora pareçam hábeis, pessoas que atuam em três ou cinco tarefas ao mesmo tempo não concluem nenhuma tarefa com status 100% OK. Mesmo quem faz DUAS tarefas ao mesmo tempo, como falar ao celular e dirigir, não faz nenhuma das duas bem. Foque para resolver corretamente uma tarefa por vez, e só depois passe para a próxima.

 

Outro ponto crucial é se ater a executar sem interrupções determinadas tarefas que demandam maior concentração. Quando você é interrompido ou tem que mudar rapidamente seu foco para outro projeto, mesmo que apenas por um momento, toda a arquitetura mental construída em torno daquela ideia vai pelos ares. E talvez você tenha que trabalhar durante horas para voltar ao mesmo estado de consciência. O custo disso é muito alto.

 

No próximo tópico falaremos de custos de forma mais literal… daqueles que impactam o bolso.

 

O custo da correção de problemas

 

Vamos falar de algo que envolve diretamente custo e produtividade: o momento certo para corrigir um problema.

De acordo com a Regra 10 de Myers, o momento ideal é que um bug seja corrigido o quanto antes (o ideal seria quando é detectado), pois isso acarreta em aumento do custo à media que o tempo passa sem que a correção seja feita.

Sutherland orienta que:

Ao mexer em um bug no mesmo dia em que ele tenha sido criado, é necessário uma hora para corrigi-lo. Três semanas mais tarde, são necessárias 24 horas. Não importa se o erro é grande ou pequeno, complicado ou simples: o processo para consertar algo fica mais difícil à medida que o tempo passa.

 

Isso porque enquanto trabalha em um projeto, você cria um espaço em seu cérebro em torno dele. Sabe todos os diferentes motivos para algo ser feito. Sustenta uma arquitetura complicada em sua mente.

 

Recriar essa arquitetura três semanas ou até mesmo três dias depois é difícil. É preciso relembrar todos os fatores que você considerou para tomar uma decisão. Você tem que recriar o raciocínio que o levou àquela escolha. E fazer isso demanda tempo. Muito tempo.

 

Sprint

 

Na Planning são definidos objetivos sequenciais, que devem ser atingidos em um ciclo definido como Sprint. Ao final de cada Sprint temos as cerimônias de Sprint Review e Retrospective, onde se discute sobre como o time fez as tarefas, ideias para trabalhar melhor em conjunto na próxima Sprint e quais foram os obstáculos enfrentados.

 

Este ciclo é aplicado porque possibilita a identificação do ritmo de trabalho do time. Saber identificar melhorias no processo faz com que o time acelere a forma de fazer, e isso também ajuda a aumentar a assertividade para estimar o tempo de trabalho e previsão de entrega.

 

Image for post

 

Portanto uma grande dica de Sutherland é: esteja sempre à procura do aprimoramento a cada atividade, pois ele vai ajudar na assertividade. Não se conforme com a ideia de que a maneira como você atinge seus objetivos basta; tente atingir sempre um ponto mais alto. Pense em ao menos duas ou três formas diferentes de como chegar ao objetivo e veja qual mais agrega para acelerar sua produtividade.

Conteúdo da minha página no Medium, me segue lá!

Gostou deste post? Comente e compartilhe este conteúdo com outros camaradas 🙂

Qualquer dúvida me contate! carol.ciola@gmail.com