Curso Gratuito de Automação de Testes Para Iniciantes

Disponível no
Youtube

 

6 competências do QA que são essenciais

6 competências do QA que são essenciais

 

Um profissional de qualidade é cada vez mais requisitado tendo em visto o avanço de excelência dos produtos do mercado. Desde vagas abrangentes até vagas de TI, esse profissional pode ocupar um lugar em praticamente qualquer segmento do mercado. Um Analista de Qualidade é um colaborador essencial para uma empresa que deseja inovar e sempre manter-se em um alto padrão. 

 

Por isso, apesar de ser um profissional requisitado, o perfil procurado é específico e cheio de exigências. Para te ajudar a se aprimorar nessa profissão, listamos 6 competências do QA (Quality Analyst) que são essenciais para ter sucesso na carreira.

 

 

1 – Boa comunicação

 

Ser um bom comunicador é parte essencial de um profissional de qualidade. Já que o Analista de Qualidade muitas vezes lida diretamente com outros colaboradores, é importante que se estabeleça uma boa comunicação entre todos.

Uma boa comunicação consiste em focar nas pessoas que exercem os processos, ouvi-las da melhor forma possível e acatar todas as informações para poder otimizar processos e melhorar o dia-a-dia do trabalhador. Esse processo comunicativo pode ser determinante para facilitar ações e melhorar resultados.

Além disso, também faz parte de uma boa comunicação passar feedbacks da melhor forma possível, sempre de modo construtivo e agregador. 

 

 

2 – Capacidade analítica 

 

Ter capacidade analítica quer dizer ser estrategista em meio à tantas informações. É parte do dia-a-dia do profissional de qualidade lidar com pontos estratégicos da empresa, portanto ser analítico é visto como um diferencial importante.

Diariamente, o Analista de Qualidade é bombardeado por informações vindas de coletas de dados, colaboradores, análises, entre outras entregas. Por isso, é preciso ter a habilidade analítica de separar e priorizar as informações de forma a saber o que pode ser usado imediatamente de forma positiva e o que pode ser guardado para a posterioridade. Tal habilidade faz parte de um perfil estratégico e capacitado analiticamente.

 

 

3 – Organização

 

Ter capacidade analítica está diretamente relacionado à ter organização. É claro que todo profissional deve ser organizado, porém um Analista de Qualidade deve ter essa competência ainda mais presente. 

Como é responsabilidade do Analista de Qualidade repassar demandas e informações para outros setores, esse repasse tem de se dar de forma organizada para que a realização ocorra do mesmo modo. É esse o elemento essencial para um processo de máxima qualidade.

Muita dessa organização vem de um profissional que domina algumas metodologias como: PCDA (Plan Check Do Act) e S5 (Seiri, Seiton, Seisou, Seiketsu e Shitsuke). O primeiro é útil para identificar problemas e melhorias em cada etapa do processo de qualidade, enquanto o segundo está ligado ao desenvolvimento pessoal de cada setor.

 

 

4 – Visão sistêmica 

 

Ter uma visão sistêmica significa compreender como funciona relacionamento dos colaboradores e como essas relações implicam no comportamento dos processos. Ter esse tipo de visão mais generalista e ampla é uma competência importante para agir com mais eficácia.

Uma vez que o profissional de qualidade entende como as relações impactam no processo, ele consegue intervir em momento específicos do sistema para agir com maior eficiência. Ao enxergar com clareza a função desempenhado por outro, o Analista de Qualidade coordena o trabalho com o objetivo de agregar mais valor ao resultado final.

 

 

5 – Perfil Integrador

 

Por ser um profissional que se comunica com diversos setores, uma competência importante para o Analista de Qualidade é ser integrador. Isso porque um profissional integrado consegue penetrar facilmente nos mais diversos meios e é capaz de estabelecer uma comunicação clara em todos eles.

Um profissional de qualidade com essa competência se mostra benéfico para as empresas pois ele consegue ajudar todas as áreas à buscas excelência em seus processos. 

 

 

6 – Formação

 

Não existe formação certa ou específica para um Analista de Qualidade (QA) mas geralmente é exigido que esse profissional tenha no mínimo um curso técnico em Qualidade e é desejável uma formação superior em Administração ou em Gestão de Qualidade. Um curso natural da carreira desse profissional é ter uma pós-gradução em Gestão de Qualidade. Tal fator é um diferencial no currículo deste profissional. 

Além da formação acadêmica, o mercado de trabalho também mostra grande importância por profissionais que tenham formação técnica à documentação e treinamentos, auditoria ISO 9001:2008 ou ISO/TS 16949.

Um diferencial importante para esse profissional é saber manusear softwares. Isso porque os processos das empresas do mercado tem se tornando cada vez mais tecnológicos, portanto, saber informatização informações torna-se cada vez mais essencial.

 

Está pronto para se tornar um QA competente? Corra atrás das vagas de QA ou das vagas de TI para começar sua carreira!